sábado, 23 de março de 2013

Presente

Sem refúgios e subterfúgios encare agora o presente.
Olho no olho, corações, mentes. Sem mentir!
Do que você é capaz?
O que move você?
O que reluz em você, te traduz?
Não refugie-se, nem de ti mesmo. Encare o presente!
Se presenteie com o presente, liberte-se, você pode!
Nada te prende mais do que você, permita-se!
O "se"não existe.
Permita-se! Presenteie-se! Encare! Encare-se!

Um comentário:

Anônimo disse...

:)
Bona