sábado, 23 de março de 2013

Presente

Sem refúgios e subterfúgios encare agora o presente.
Olho no olho, corações, mentes. Sem mentir!
Do que você é capaz?
O que move você?
O que reluz em você, te traduz?
Não refugie-se, nem de ti mesmo. Encare o presente!
Se presenteie com o presente, liberte-se, você pode!
Nada te prende mais do que você, permita-se!
O "se"não existe.
Permita-se! Presenteie-se! Encare! Encare-se!

quinta-feira, 21 de março de 2013

Sentindo

Sinto muito, sinto pouco, já nem sinto.
Sinto saudade, sinto frio, sinto calor, sinto desejo, sinto você.
Sinto que agora faz sentido.
Sinto que muita coisa perdeu o sentido.
Sinto que me sente.
Te sinto!
Perco os sentidos.
Me recupero em sentimentos.

terça-feira, 19 de março de 2013

Reconhecendo o olhar

          Há tantas coisas para se dizer, foi dito tanta coisa.
          Vivido muito mais, intensamente, em tão pouco tempo.
          Os olhos, Janela da Alma, se reconheceram tão rapidamente.
          O sonho veio antes, avisar. De repente um susto. Um amor.
          Tantas palavras, que para se fazer entender não eram necessárias.
          Eles apenas se conheciam, se sentiam.
          Vibraram juntos, trocaram energia.
          Riram. Foram felizes. Ficaram felizes. Estão e serão felizes.
          Choraram e riram de si, para si, para o outro.
          Poderia ainda ser dito muito mais, ser contado muito mais, mas basta o que os olhos captaram, as memórias gravaram e corações sentiram.
          Músicas, olhares, bocas, mãos, pés, joelhos, cabelos, risos. Reconhecimento.
          Sendo tantas em uma.         
          Caberiam ainda por aqui muitas palavras, descrições, mas tudo se torna desnecessário.
          Apenas o sentimento e o olhar do Reconhecimento, que quebraram paredes e nos devolveu e colou mais alguns pedaços de nós em nós mesmos.


terça-feira, 12 de março de 2013

Desejando

Sem programar,
Sem culpas, nem pecados.
Apenas lembranças gravadas nos nossos desejos e memórias.
Findi história!?!?!?