sexta-feira, 17 de abril de 2009

Revolta ortográfica


Quando foi a última vez que eu postei por aqui? Não me lembro, acho que foi a história das bruxas, já tem um bom tempo. Mas enfim hj não tem nd haver com bruxas, ou talvez tenha, pq talvez ela esteja solta por aí, por aqui, pelas salas de aulas. Eu fico pensando, não, eu sou muito chata, muito cri-cri, implicante, só pode. Em seguida eu penso, mas não gente não dá, como que uma pessoa que está fazendo faculdade escreve desse jeito?

Bom, depois desse breve desabafo eu vou explicar melhor para vcs poderem entender e escolher a ala que vão ficar: cri-cri ou "cabesinha".
Gente, eu estou fazendo faculdade, td bem, é dessas pagou passou, mas eu passei em primeiro lugar no vestibular do meu curso, mas isso não vem ao caso, o caso é que foi feito um vestibular e tb um questionário sócio-econômico, tá bom gente o questionário sócio-econômico define se vc vai ou não passar no vestibular ou não, mas aquela prova que vem perguntas básicas de português, matemática, conhecimentos gerais, realmente não serve pra nada? Nadinha msm?
Eu definitivamente acho que não, pq td bem, com a nova gramática a gente já não sabe onde coloca o hífen, não aceito sugestões, as pessoas não veêm mais nada, veem, ninguém mais tem idéia, tem ideia, gente, o acento da ideia caiu, é como se a luz tivesse apagado, mas enfim, a gente se acostuma.
Outro dia conversando com uma amiga de faculdade eu disse: Idéia não tem acento, agora eu não sei mais acentuar msm, como que eu faço?
Ela que é professora me respondeu: - Nos ditongos abertos das palavras paroxítonas o acento cai.
Gente fiquei besta, olhei bem pra ela e respondi: -Vc acha que eu ainda me lembro o que é paroxítona?
Tá bom gente, eu me lembrei o que é paroxítona, pq estes termos não usuais, como paroxítona a gente tem que cavar um pouquinho para lembrar, e tb tem a tal da lógica, se ideia e estreia não tem mais acento paroxítona é qdo a penúltima sílaba tem o som mais forte, enfim, estou conseguindo me adaptar a nova gramática, ainda com alguma estranheza, mas estou estudando.
Agora, sinceramente falando, tem coisas que não mudaram nunca e nem teriam como mudar, cabeça por exemplo, é com cedilha, sempre foi e nem quero ver o dia que não for, o diminutivo de cabeça é cabecinha, com c, se colocarmos um s fica som de z, será que algum dia isso muda? S no meio de duas vogais fica som de z, pronto, basta saber isso pra não colocar s em cabecinha, não é? Td bem, a pessoa pode ter uma lentidão com "sc" por exemplo e escrever piscina errada, mas não cabecinha, gente.
Td essa minha revolta é pq esta semana eu estava conversando pelo chat, com uma pessoa da minha sala, que escreve muito errado, mas tem coisas que eu finjo que nem vejo, mas daí ele me perguntou: - Já esfriou essa cabesinha? Sinceramente, ela esquentou na hr, pq depois de tantos erros de português esse foi uma apunhalada, gente, como essa pessoa chegou no nível superior? Ela tem mais é que voltar para o primário e aprender a regra básica, s no meio de duas vogais forma o som de z, como em báSico.
Claro, a conversa minha com ele acabou por aí, eu não tinha estômago para começar.
Só que não, ele não é um caso isolado, hj, conversando com outro colega de classe ele me disse: -Não disconécti.
Caramba, ele conseguiu o mais difícil, claro que é comum erros de digitação, mas aí fica claro que não é um erro de digitação.
Indo mais além, me lembro do meu primeiro professor da interativa, ele tinha erros absurdos, plural para ele é inexistente, impossível ele conseguir formular uma frase no plural, me lembro até do dia que eu saí da sala depois de um desses erros graves na hr de conjugar verbo.

Então eu me pergunto, o que eu estou fazendo nessa faculdade? Tenho que sair dela urgente, depois eu me lembro da filha da minha amiga, que está na oitava série, precisando aprender raiz quadrada para uma prova no dia seguinte. Fala sério, vc acha que eu ainda sei tirar raiz quadrada? Eu nunca mais fiz isso, eu sei qual é a raiz quadrada de 9, de 64, de 49, 25, enfim...Mas eu sei lá tirar a raiz quadrada de 427.
Tá bem, ela estava precisando e o google taí pra isso, se tem uma coisa que eu sei usar bem é a internet e o google, eu digitei raiz quadrada no google, vi alguns exemplos, é fácil, tirar o MMC, baba, rapidinho vou explicar isso pra ela.
Ops, não foi tão fácil e rápido assim, peraí presta atenção, pra vc tirar o MMC é só divisão, ela teve uma certa dificuldade para dividir, então eu fui passo a passo, a gente divide assim, coloca o tracinho e tal, lá como se faz na segunda série, blz? Blz, então, aprendeu a dividir é só tirar o MMC. Vamos tirar o MMC de 49, então eu perguntei, 49 é divisível por dois? Hã, não sei, é? Pára td, vc não sabe a tabuada do dois? Nem do três, quatro, cinco...Fui ensinar tabuada, divisão para chegar na Raiz Quadrada.
Eu fico me perguntando, como as pessoas chegam a este nível? Onde está o ensino fundamental? O que que aconteceu com os professores que passam de qq jeito? Cadê as recuperações, repetências e principalmente, o ensino? É demais querer que uma pessoa que esteja no mesmo nível escolar que eu saiba pelo menos aplicar o c, ç, s, o m antes do p e b? Querer que a pessoa que esteja me dando aula saiba pelo menos terminar uma frase no plural?
Como que estas pessoas que mal sabem o fundamental chegaram no superior?
Não precisamos de uma reforma ortográfica e sim de uma reforma escolar completa, pq acabo de me lembrar que a professora do maternal da minha filha fo iavaliar um trabalhinho dela e escreveu "MUINTO BOM" muinto? Professora, a senhora faz faculdade de pedagogia.
"Realmente, isso é muinto para a minha cabesinha, antes que ela entre em parafuso é melhor que eu desconécti e vá fazer os trabalho da faculdade!!!" (ala dos cabesinha)
"Realmente isso é muito para a minha cabecinha, antes que ela entre em parafuso é melhor que eu desconecte e vá fazer os trabalhos da faculdade!!!" (ala dos cri-cri)
E aí, qual ala vc está?


Uma dica para quem tem dúvidas sobre a nova ortografia: http://ramonpage.com/ortografa/

3 comentários:

Deba disse...

Menina,
Eu vou evitar fazer qualquer comentario [sem acento devido ao teclado que uso no momento...]!!
Nada mais me espanta nesse mundo... ja vi coisas beeeem piores...
Eu dou eh um fora quando aparece uma alminha sebosa dessa na minha vida!
Eu hein!
beijo!

Alex Miranda disse...

Eu sou da ala dos cri-cris com muito orgulho! Ótimo texto Carol. A educação do nosso País vem piorando muito e com o vocabulário da internet as crianças estão escrevendo cada vez pior...

Montezuma disse...

Também sou cri-cri. O que aprendi com meus professores de português merece respeito. Há inovações que só confundem, descontroem e não levarão a nada brilhante. Portugueses continuam escrevendo do jeito que sempre o fizeram. Vou investir em novos dicionários? Aqui, óh! rezo para ter paciência, não para regredir naquilo que tanto se dedicaram para me ensinar, com carinho.